São Paulo, SP, Brazil
Mãe, filha, irmã, amiga, atriz. Escrevo meus pensamentos, minhas angustias, meus encantos e desencantos. Interpreto pessoas, formas, vida. Leio de pouco um tudo e decoro textos, rostos, amores. Viajo distante pra dentro e fora de mim. Meu senso de justiça não permite que eu seja boazinha, mas também não sou má. Acredito sempre que existe recuperação em seres realmente humanos. Apaixono e desapaixono com facilidade, mas amo incondicionalmente. Acredito em fantasias, fadas e tudo que possa fazer bem para a alma, mas elevo meus pensamentos, agradecimentos e desejos a Deus. Cristiane Rosa (A Puguinha)

Publicações

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Lá longe

Essa semana eu perdi a minha avó, na verdade não perdi, apenas vivi o momento em que ela fez a passagem, esse poema foi feito pra ela em 2008.

Eu te vi ali

Sentada bem perto

Distante em seu olhar

Seu mundo mudo

Seu barulho inaudível

Tão ausente quanto presente

Lá estava minha raiz

Pensando quando tudo isso irá passar

Se passar

Tendo certezas das ilusões que são verdadeiras

Cansada em respirar

Respirando sem sentir

Dor, amor, solidão

Ah se eu pudesse...

21h

22h

23h

boa noite vó

Cristiane Rosa
30/08/2008