São Paulo, SP, Brazil
Mãe, filha, irmã, amiga, atriz. Escrevo meus pensamentos, minhas angustias, meus encantos e desencantos. Interpreto pessoas, formas, vida. Leio de pouco um tudo e decoro textos, rostos, amores. Viajo distante pra dentro e fora de mim. Meu senso de justiça não permite que eu seja boazinha, mas também não sou má. Acredito sempre que existe recuperação em seres realmente humanos. Apaixono e desapaixono com facilidade, mas amo incondicionalmente. Acredito em fantasias, fadas e tudo que possa fazer bem para a alma, mas elevo meus pensamentos, agradecimentos e desejos a Deus. Cristiane Rosa (A Puguinha)

Publicações

sábado, 5 de março de 2011

Ser mulher

Ser mulher é abrir as pernas sem desejo
Sem ter medo
Ser mulher é abrir as pernas pra parir
Pra ver partir
Ser mulher é ter força não bruta
É ser mãe ou puta
Ser mulher é chorar por dentro
derramar sangue
É morrer em seu lamento
Ser mulher é gritar pra ser ouvida
Sorrir pra não ser esquecida
Gozar pra se sentir viva
Ser mulher é ler Clarice Lispector
É ler receita
Escrever diário
É ser guerreira
É ser parteira
Ser mulher é olhar o horizonte
É passar roupas em monte
Ser mulher é querer casar
É querer viajar só
É ter milhões de amigas
É morrer avó!

Cristiane Rosa - Verão/2010

Espalhadas estão

quendo, fondo
ino, vimos
tantas com tantos
tantos poucos
aos montes
nos montes

sul
real
no oeste
o por
centro nascente

la fora crucial
e quando o crepúsculo a vistar
brilha enquanto vive
na areia quantas estrelas
no vento as palavras

soltas
ino
vino
fondo

E quem disse que não pode?
Sentimentos não são incorretos
errado é não sentir
e não falar

correto é despir
sem pudor
cuspir
sem rancor

espalhadas estão
as palavras com grãos de areia
no vento do sul
real do sopro....

Me diz o que é certo
Te mostro o errado

Cristiane Rosa-Outono 2008